De olho no olho

Os olhos são responsáveis por 70% das informações recebidas pelo homem. Além de levar as informações até nós, o olho pode também fornecer informações sobre nós. Através de alguns exames é possível diagnosticar doenças como a hipertensão, tuberculose e doenças reumáticas, entre outras.// O avanço nas pesquisas sobre os olhos já pode garantir a correção de defeitos de visão, determinar o fim do uso de óculos e até permitir a visão de pessoas cegas desde a infância. Córnea, pupila, iris, cristalino, retina  – são palavras que a gente já conhece. Mas como ocorre a visão? Como se dá a transformação de ondas luminosas em pulsos eletroquímicos transferidos para nosso cérebro? No programa os convidados utilizam uma maquete de olho para que se possa ver o olho por dentro e por fora.

 

Participantes: Luiz Cláudio Santos de Souza Lima é médico oftalmologista, mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal Fluminense, a UFF, onde ele também é professor e doutorando em Ciências Médicas. Coordena o setor de estrabismo do serviço de oftalmologia do Hospital Universitário Antônio Pedro e é membro do Centro Brasileiro de Estrabismo, do Conselho Brasileiro Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Oftalmologia.  O oftalmologista David Gryner tem 52 anos de clínica e a vasta experiência de quem trabalhou em grandes hospitais da cidade do Rio de Janeiro, como o Miguel Couto, o Hospital Central do Exército e o Souza Aguiar. Premiado por estudos de refração possui uma patente de um produto para limpeza de lentes de contato gelatinosas, no Brasil, nos Estados Unidos e no Japão.  A médica Karla Rezende Guerra Drummond tem especialização em retina e vítreo e faz mestrado em Ciências Médicas. É chefe do setor de diabetes no serviço de oftalmologia e integra a equipe do setor de retina do Hospital dos Servidores do Estado, no Rio.